Preenchendo os campos abaixo um dos nossos consultores entrará em contato para apresentar nossas soluções de acordo com as suas necessidades.




TELEFONES

PERGUNTAS FREQUENTES

FINANCEIRO

ÁREA DO CLIENTE

ÁREA DO CLIENTE

SISTEMAS OU PORTAIS

REDE CREDENCIADA

Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação!

Para mais detalhes sobre os tipos de cookies e suas relações com informações pessoais, clique aqui!

RIO  –  A Michelin comprou a Seva, empresa brasileira especializada em tecnologia automotiva com foco em sistemas de telemetria, gestão de frotas e fabricação de dispositivos eletrônicos. O movimento é parte da estratégia do grupo francês de incrementar os serviços voltados para segurança e gestão de frotas, questões relacionadas ao futuro da mobi

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link https://www.valor.com.br/empresas/5460159/michelin-adquire-seva-e-pode-torna-la-fornecedora-mundial-do-grupo ou as ferramentas oferecidas na página.
Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.

A aquisição foi feita por meio da Sascar — outra companhia brasileira adquirida pelo grupo francês em 2014 por 530 milhões de euros. A Michelin não divulgou o valor do negócio para aquisição da Seva. Com sede em Congonhas (MG), a cerca de 80 quilômetros da capital Belo Horizonte, a Seva tem 200 funcionários, sendo 50 engenheiros, número suficient

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link https://www.valor.com.br/empresas/5460159/michelin-adquire-seva-e-pode-torna-la-fornecedora-mundial-do-grupo ou as ferramentas oferecidas na página.
Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.

Confira a notícia na íntegra clicando aqui.